leituras

leitura coletiva – o sorriso da hiena

Desde julho do ano passado tenho o prazer de fazer leituras coletivas mensais com as lindezas da Nádia e da Angel. E esse ano resolvi abrir um espaço para essas leituras aqui no blog. Então, o carolina pitaqueira terá o prazer de contar com os pitacos das meninas também. Espero, assim, que nosso projeto de leitura coletiva fique registrado para que possamos lembrar, futuramente, das impressões das leituras realizadas durante o ano.

#1 | o sorriso da hiena – Gustavo Ávila

O sorriso da Hiena foi minha primeira leitura do ano – individual e coletiva – e uma tremenda estreia. Confesso que ao ler as vastas indicações de leitura de Hiena (íntima, já) no instagram, fiquei com a pulguinha atrás da orelha por razões de: cansada de relatos de sucesso em tal rede social. Mas isso não é bom, Carolina? Já não sei mais, pois é incrível como tudo que as pessoas leem no ig é altamente recomendável e uma leitura maravilhosa. Quem me dera! Bom, vou deixar esse assunto para um outro post…

hiena

Felizmente tenho que concordar: o livro é recomendável, sim. Hiena é uma história com um tema pesado, mas a narrativa é extremamente fluida e envolvente, tornando até mesmo as partes de agonia, muito fáceis de ler. Durante todo o livro é possível se espantar e surpreender com as atitudes (uma pior que a outra) dos personagens. Para quem gosta de ação durante toda a leitura, assim como eu, leia Hiena. Não há momentos de tédio. O começo da história já é de tirar o fôlego: um menino de 8 anos assiste ao assassinato cruel de seus pais enquanto está amarrado em uma cadeira – “ninguém gosta de linguarudos”.

Os olhos da criança gritavam, arregalados em um silêncio forçado, uma testemunha impotente que não podia fazer nada para impedir o que via. Preso em uma cadeira, o garoto encarava seu pai e sua mãe sentados à sua frente com as mãos amarradas atrás das costas.

A narrativa será construída a partir da cena do crime principal que tornará o alicerce de diversas questões: somos formados por aquilo que passamos e vivenciamos nos primeiros anos de nossas vidas? Podemos ser coniventes com algo que um dia repudiamos? Essas são algumas das dúvidas de personagens principais que irão dar base para uma trama com fatos muito bem amarrados. Para você, que adulto essa criança se tornará ao conviver com tal memória?

Não vou entrar muito na história para não tirar de você, leitor, o prazer de descobrir sozinho pontos surpreendentes. É estranho dizer que por mais que o conteúdo seja todo maluco, eu consigo acreditar que essa história poderia ser uma escrita de um thriller da vida real. O mundo é muito doido!

Eu não quero fazer um curativo no dedo, eu quero… tirar o corte da faca.


n1
Pitaco da
Nádia | Além do Livro
Detesto preconceito literário, mas confesso que tenho um pé atrás com literatura brasileira, seja ela contemporânea ou clássica. Por isso, os elogios a O Sorriso da Hiena, o thriller policial de estreia de Gustavo Ávila, não haviam me causado grande interesse. Eis que a Ana/Carol, dona deste blog que vos fala, me presentou com o livro no Natal e, assim que soube dos detalhes da sinopse, foi impossível não me interessar. O Sorriso da Hiena foi uma das primeiras leituras de 2016 e a estreia do projeto coletivo com a Ana e a Angela. E, olha, não poderia ter sido uma escolha melhor! O clima da trama de Gustavo Ávila é doentia e assusta, tanto pelas atrocidades cometidas, quanto pela infeliz proximidade com casos da vida real. Como thriller policial, é claro que o mistério permeia toda a obra, mas o autor teve uma ótima sacada ao narrar os fatos do ponto de vista de vários personagens: o assassino, o detetive, o psicólogo que cuida das vítimas e por aí vai. Senti que alguns pontos acabaram ficando soltos ao final do livro, mas nada que comprometa a qualidade e a riqueza de O Sorriso da Hiena.

2

Pitaco da Angel
Sabe quando você termina uma leitura e fica: WTF, o que foi isso produção? Pois é, ao ler Hiena, a cada final de capítulo eu me deparava com um WTF diferente. Sempre tive preconceito com livros de autores nacionais exceto Luis Fernando Verissimo <3. Porém, no primeiro dia do ano, praticamente engoli um livro do Rubem Fonseca e prometi dar essa chance a minha estante. Garanto que foi a melhor escolha.

Hiena superou MUITO as minhas expectativas. Confesso que tive receio de me decepcionar no meio da história com a possibilidade de sei lá, o autor “cacar” em algo, deixar uma ponta solta ou não explicar certos pontos, mas olha, bem feito para mim e para o meu preconceito, porque não encontrei nada que eu não tenha gostado no livro. No final, ainda fiquei com aquela sensação de: quero mais. A história é muito real, muito vívida e não sai da minha cabeça que a qualquer dia de ócio no sofá, zapeando os canais, cairei no programa Cidade Alerta com o Artur falando ao Datena (?) sobre o caso.


Título: o sorriso da hiena
Autor: Gustavo Ávila
Páginas: 303
Editora/ano: independente / 2015
Tempo de leitura: 7 dias

Para quem se interessar, o livro está disponível no site: http://osorrisodahiena.com.br/ (é preciso esperar, pois a tiragem inicial acabou) e também há versões em e-book na Amazon e Saraiva. Vale ressaltar que o autor é muito atencioso e responde e-mail super rápido.