desafio 52 semanas

[desafio] semana 10: comidas preferidas

Finalmente um tema fácil: comida!! hahahah.
A minha relação com a comida é um pouco conturbada. Já tive momentos de amor e momentos de ódio. Mas hoje eu sei que eu mais amo do que odeio. O ódio pela comida veio e passou rápido, naquela fase em que eu só pensava na comida como uma inimiga da dieta, até entender que a gente só emagrece comendo…o problema é conseguir dar conta da compulsividade e comer apenas o necessário. Mas fica o assunto para outro o post.

CHOCOLATE: sim, ele vem primeiro por razões de amor eterno e um caso sério de fidelidade. Lembro que fiz uma quaresma de chocolate ano retrasado, para nunca mais! Até de carne eu já fiz e foi tranquilo, mas chocolate foi impossível. Eu levei tão ao pé da letra que nem toddy eu estava tomando. Foi horrível, fiquei ansiosa e com mais crises de mau humor do que o costume.

BRIGADEIRO – posso deixar ele separado do chocolate? posso? então tá bom. melhor docinho. melhores festas com esses docinhos. melhores domingos sozinha com um prato de brigadeiro de colher.

PIZZA – não tenho maturidade quando o assunto é massas, e pizza é a minha massa preferida. Como diria meu avô “manja que te fá bene” (não sei escrever, mas transcrevi o sotaque dele, rs. ele é italiano da Itália)

LASANHA – de presunto e queijo e molho bolonhesa!! hmmmmmm melhores domingos com lasanha no almoço/brigadeiro de tarde/ pizza de noite e meus 20 kg a mais.

BOLO QUENTINHO – não adianta. eu sempre vou tirar uma fatia de bolo no mesmo instante que ele sai do forno. e quem me conhece sabe que não é porque eu sou ansiosa. eu amo bolo quente!! quando ele não está quente eu taco no microondas, mas não é a mesma coisa.. então aproveito o momento que ele sai do forno e faço a minha felicidade.

Gente, mudei de ideia e essa foi a lista mais difícil. Ainda faltaram os salgadinhos de festa – bolinha de queijo, pastelzinho, coxinha, risole de catupiri – o pudim, o sorvete, a pipoca… ai gzuis. tchau!

E vocês? Quais as comidas preferidas?

Este post faz parte do Desafio 52 semanas. Confira aqui a lista completa com os temas do projeto!

leituras

[pitaco 5] Casei. E agora? As aventuras do meu descasamento.

TEM TEXTÃO E TEM SPOILER SIM. MAS SE FOSSE VOCÊ EU LIA O TEXTO E NÃO LIA O LIVRO, RS.

Peguei esse livro na promoção “bombomdeler”, que eu não sei se ainda está rolando, mas eles estavam dando códigos dentro das caixas de bombom para trocar por e-books lá no site da Amazon –  eu ganhei dois. Achei, ingenuamente, que eu poderia escolher qualquer livro do site, mas eles te oferecem uma pequena lista (uns 10 livros) e além desse livro que acabei de ler esse final de semana, peguei também um do Ziraldo, com as tirinhas do Menino Maluquinho.

Sinopse: “Cleo uma mulher bonita e inteligente, viaja para Las Vegas com suas melhores amigas, após seu noivo decretar que só iria se casar, caso eles ficassem 30 dias afastados, sem contato algum. Arrasada com a notícia aceita a proposta de suas amigas e viaja a Las Vegas, sem pretensão alguma e contando os dias para voltar aos braços de seu noivo. O que ela não sabia era que sua vida iria mudar totalmente a partir do momento em que conhece Douglas, o homem mais bonito e sedutor que já conheceu, e que ele, por causa de uma noite de bebedeira, iria se tornar o seu marido. O que fazer agora? Como voltar aos braços de seu noivo? Será que ela ainda ama seu noivo? Afinal ela havia casado em Las Vegas.”

Tenho que confessar que não li a sinopse quando decidi trocar o livro. Não li nada, apenas olhei a capa e pensei que esse poderia ser o livro que eu estava precisando: curto, engraçado, que eu pudesse ler com um pouco de barulho em volta (intervalo do trabalho) e que não precisasse pensar. Realmente, algumas dessas características o livro cumpre, mas, infelizmente, ele cumpre com outra: ser um (des)favor as mulheres.

  • O noivo de Cleo pede um tempo de um mês na relação antes de casar – olha, nem é pensado na questão de “ai, quem ama não pede isso”, porque cada um faz o que quer dentro de uma relação. Mas  Cleo deixa claro que não aceitou a ideia e está sofrendo, ou seja, miga, você não precisa disso. Ninguém precisa.
  • A personagem bebe todas e acorda na cama com Douglas. Ela não tem recordações da noite e muito menos lembra se rolou sexo. Olha para o cara que está pelado e? Ele DIZ que também não se recorda. “OK”: mais tarde saberemos que ele sabia que não tinha rolado nada, mas precisava fazer com que ela “desse uma chance para novas aventuras”. E né, gente? Nada mais normal do que mentir sobre isso e deixar o caminho mais fácil para a suposta segunda vez.
  • Quero resumir… então vou para o final. O livro acaba depois de muito sexo (toda hora ela tem tesão e quer transar mesmo achando que o cara é doido e trata ela bem em um dia e indiferente em outro) e aí o leitor se depara com um ANEXO DOS PERSONAGENS CONTANDO VERSÕES DA HISTÓRIA. GENTE! FOI TUDO ARMADO pela amiga (?) e um vizinho, o bonitão que se apaixonada “sem querer” por Cleo. Um plano infeliz que a amiga decide colocar em prática para fazer a amiga acordar para novas relações. Ahhhh, mas a amiga tem uma boa desculpa: não era para chegar até ao ponto deles casarem, era só para ele dar em cima dela e ela sentir que os homens a desejam. Tem também cartinha do cara falando que fez isso e queria sair dessa mentirada no meio da coisa, mas se envolveu e não conseguiu. E para que contar a verdade, não é mesmo? E PARA PIORAR. TEVE CARTINHA DA PRÓPRIA CLEO FALANDO QUE JÁ SABIA DE TUDO mas também vai manter segrego. Teve como piorar o livro? Teve. Porra, Cleo. 

Resumindo: teve mentira pra caralho.

Finalizei a leitura compreendendo um pouco da razão de encontrar algumas pessoas incomodadas com seus relacionamentos…ao livro fala da relação na base da fantasia, do tesão fácil, do tudo lindo, da submissão enfeitada de amor…da p r e g u i ç a! 

Compreendo o papel da leitura como fonte de entretenimento e relaxamento, mas nada impede que, ainda assim, sejamos críticos perante o que estamos lendo. Seria interessante se buscássemos ler os textos sempre com um olhar mais analítico para podermos nos tornar leitores mais conscientes e indivíduos mais preparados para debater, discutir, inferir…

desafio 52 semanas

[desafio] semana 9: Pessoas que eu gostaria de conhecer / ter conhecido

Olá!!!

E o desafio das 52 semanas continua. E a semana 9 tem o tema “pessoas que eu gostaria de conhecer ou ter conhecido”. Nossa, achei difícil essa. Fiquei um pouco perdida e quase pulei essa semana! Acho chato quando tenho que pensar demais para achar a resposta porque parece que estou procurando qualquer coisa só para preencher o que falta… Mas acabou fluindo:

  •  Meu avô por parte de mãe | Gostaria de ter conhecido. Vó dizia que ele era um pão, rs.
  • Bukowski |não seria nada mal sentar e tomar umas com o velho.
  • Lionel Shriver | mulher, quer ser minha amiga? Olha, só li dois livros dela, mas depois de Kevin acho que vou gostar de tudo. Queria muito poder conversar com ela sobre esse livro e agradecer. Me identifiquei muito com os questionamentos da personagem.
  • Hugh Laurie | gosto muito como ator e também como cantor! E gostaria de poder sentar, conversar e me sentir falando com o House! Hahahaha. Preciso confessar que já coloquei ele na minha lista de “famosos que você pode me trair”…. Sem comentários… 
  • Renée Zellweger | a atriz de Diário de Bridget Jones foi a responsável pelo retorno do meu interesse em ler. Lembro de alguns episódios que me fizeram perder a vontade quase total em relação à leitura. E como sempre gostei muito dos filme, acabei comprando os livros e retomando àquilo que um dia quase perdi! (Essa história vai virar um post em uma outra ocasião).

E vocês? Alguém em especial que gostariam de ter conhecido?

 

Este post faz parte do Desafio 52 semanas. Confira aqui a lista completa com os temas do projeto!

desafio 52 semanas

[desafio] semana 8: filmes infantis

E o tema da semana é: melhores filmes infantis que já assisti. Fiquei pensativa com o “infantil” e acabei colocando tudo animação, mas nem toda animação é infantil, certo? Ou não? rs. Confesso que esse é o único estilo de filme que prefiro ver dublado!!

Ah, como sempre a lista não está em ordem de preferência.

 

totoro

  1. EM BUSCA DO VALE ENCANTADO: littlefoot, patassaura e companhia fizeram minha infância mais feliz. Já perdi as contas de quantas vezes assisti. E tenho uma recordação muito boa da minha vó chegando na sala e falando sorrindo “esse filme outra vez, Carol?”.
  2. MEU VIZINHO TOTORO: quem me conhece sabe o amor que tenho pelo Totoro. Das fofuras bonitinhas que a gente gostaria de ter caneca, caneta, blusa, caderno e pantufa (sim, muito) ele é meu queridinho ❤
  3. REI LEÃO: está vendo, Simba?
  4. DIVERTIDA MENTE: ❤
  5. UP!: fofurinha demais! assisti não tem muito tempo não, e já gostei bastante!

 

 

 

Este post faz parte do Desafio 52 semanas. Confira aqui a lista completa com os temas do projeto!

 

 

leituras

[#4] Coraline – Neil Gaiman

Coraline é uma criança exploradora que ao mudar de casa, encontra um novo mundo para descobrir em seu novo quintal. Mas nem todos os dias saem como o planejado e, durante um dia chuvoso e sem muita atenção de seus pais, Coraline se vê entediada e resolve desbravar o lar por dentro. Tudo parece sem graça até encontrar uma porta e descobrir que ela está trancada. A curiosidade da menina nasce imediatamente. Uma porta que, à primeira vista, parece não levar a lugar algum. Misteriosamente, a porta trancada, quando aberta, dá para uma parede de tijolos.

Parede de tijolos? Por que o antigo dono haveria de manter ali uma porta que abre para tijolos? E manter trancada algo que não há nada por trás? Para Coraline – diferente do que pensa a sua mãe – isso não faz o menor sentido e aguça a imaginação da menina.

É a partir daí que começa uma grande e perturbadora aventura. Coraline irá descobrir que além dos tijolos desaparecerem, um novo mundo a espera do outro lado do corredor.

O livro é curtinho e, por essa razão, não me prolongarei para não tirar o mistério e contar a história toda.

Esse é o terceiro livro que leio do autor, o primeiro foi O oceano no fim do caminho, e o segundo Deuses Americanos. Gaiman sai do imaginário comum para construir suas histórias e repassar suas ideias. É o tipo de leitura que ainda tenho que me acostumar, pois acabo buscando um sentido literal que, por sua vez, inexiste. Ou seja, preciso lidar melhor com minha abstração e imaginação que estão destreinadas.

Coraline


Título: Coraline
Autor: Neil Gaiman
Páginas: 160
Editora / ano: Rocco / 2003
Tempo de leitura: 2 dias

desafio 52 semanas

[desafio] semana 7: eu sempre…

Taaanta coisa que eu sempre, gente! Nossa, hahaha. Mas vou escolher apenas os 5 do desafio.

 

  • COMO AS MESMAS COISAS  e sabores porque quando resolvo mudar me arrependo quatro vezes. A coisa nova nunca é gostosa o suficiente ou eu nunca dei sorte. E aí eu fico me questionando: se eu já sei que é gostoso e que vou ficar feliz, qual a razão de mudar? Só para conhecer novos sabores? (e, no caso, me arrepender?) Mas eu gosto do sabor de sempre. Sheldon Cooper me entende.
  • COLOCO VÁRIOS ALARMES quando tenho algo importante para fazer como, por exemplo, acordar para trabalhar. Eu sei que vou acordar com o primeiro alarme e, mesmo assim, tenho 3 alarmes definidos para tocar: 5h, 5h15 e 5h30, com etiquetas dizendo “trabalhar” para eu não esquecer a razão do despertador estar tocando.
  • FAÇO UM CRONOGRAMA DA SEMANA no papel sulfite, dividindo bonitinho os dias da semana e colocando as coisas que eu tenho para fazer. Sim, comprei agenda no começo do ano, mas isso funciona muito mais do que a agenda que eu esqueço de conferir (fevereiro ainda e já parei de olhar). Não achei por aqui nenhuma agenda semanal ou mensal em uma folha aberta (com quadrados, tipo tabela) e acabei comprando uma normal.
  • FALO QUE VOU FAZER ALGO COM ANTECEDÊNCIA, mas na verdade eu deixo tudo para a última hora.
  • DURMO DURANTE OS FILMES que assisto à noite.

 

Este post faz parte do Desafio 52 semanas. Confira aqui a lista completa com os temas do projeto!

desafio 52 semanas

[desafio] semana 6: superpoderes se eu fosse uma super-heroína

Ai ai, olha, eu acharia um perigo alguém me dar superpoderes. Mas isso não me impede de gostar da ideia, né? Se eu fosse ter seriam…

  • TELETRANSPORTE – esse está no topo da lista e não é em vão não. Essa é a coisa que eu quero para a vida. Meu sonho poder almoçar na casa de um amigo distante, pegar a sobremesa na da minha mãe, voltar pra casa e de noite ainda poder dar uma volta na praia. [para quem não sabe eu não moro na mesma cidade que minha família e vários amigos estão se mudando de onde eu moro, snif]
  • INVISIBILIDADE – noooossa, já ia chegar invisível e ouvir o que as pessoas estavam falando antes de eu chegar. Aquele famoso “opa, o assunto chegou, silêncio”.
  • VOAR – confesso que tenho medo de altura, mas voar seria uma experiência interessante por razões de: sou preguiçosa e adiantaria minha vida. Ok que eu já teria o teletransporte, mas é que assim, o teletransporte não é realizado para coisas pequenas porque cansa muito, entendem? Aí eu voaria.
  • CURA – acabaria com o meu medo de morrer caso o prédio caísse, ou acidente de estrada etc. Sim, eu penso nessas coisas por mais que eu tente evitar.
  • MATERIALIZAÇÃO – Gostaria tanto de um chocolate agora… olhaaa, um chocolate! Acabou o problema.

 

E vocês? Quais poderes gostariam de ter?

 

Este post faz parte do Desafio 52 semanas. Confira aqui a lista completa com os temas do projeto!